Fotografia de Parto | Porto

2020-03-14

Haverá momento mais transformador do que fotografar o nascimento de um bebé? Acredito que não! Tive este click após o nascimento dos meus filhos, depois de apagar os fantasmas de partos sangrentos que imaginamos na nossa cabeça.

Na verdade, o parto não é nada disso! É um momento profundamente emotivo e real. E bonito! Porque retrata o momento em que aquele ser minúsculo e tão indefeso respira pela primeira vez, chora pela primeira vez, quase tudo pela primeira vez! Aqui, as fotografias são tão sinceras que é quase como se estivéssemos lá novamente!

É bastante comum pensarmos que não queremos ninguém a fotografar o parto além do pai. Mas, na realidade, quando o pai está a documentar, ele não está a fazer parte do momento, está apenas a ser um espectador dessa realidade, sem a integrar. Se está preocupado em fotografar, não pode aconchegar a mãe, acolher o bebé ou simplesmente ter a fotografia a cortar o cordão umbilical.

A Narrativa

Por isso, acredito que é importante contar com a ajuda de um profissional de fotografia experiente e com quem tenhamos uma grande empatia e confiança afinal, vai estar convosco num dos momentos mais importantes da vossa vida! A minha postura na fotografia de parto é totalmente de espectadora, embora me emocione muito em todo o processo. Como mãe e mulher que já passou dois partos, acredito que a minha experiência também poderá ajudar a tranquilizar a mãe em relação a alguns procedimentos e fases próprias do parto. Se quiserem que seja a vossa melhor amiga nessa hora, estarei lá para isso e podem contar comigo para segurar a vossa mão se for preciso! Sem nunca esquecer que vou registar a vossa intimidade com todo o respeito que o momento exige, e com total descrição.

O Parto da Carolina

O parto da Carolina estava marcado e, por isso, foi tudo tratado com muita tranquilidade. Chegamos à hora marcada e fotografei enquanto a Vânia se preparava para a cesariana. Ao contrário do que possamos ter ideia relativamente ao parto, é tudo bastante calmo [quando corre normalmente, claro!] e tranquilo. Há momentos em que a minha presença não é permitida naturalmente, mas os momentos principais e mais marcantes são autorizados. Em nenhum momento o trabalho dos profissionais de saúde é prejudicado por estar a fotografar. Acredito que somos todos uma equipa a ajudar uma família a crescer, e a guardar as melhores memórias desse dia.